WEBMAIL | AREA RESTRITA
CSS based drop-down menu
 
 
Comissão de Saúde se reúne com mães de autistas
 
Reunião da Comissão de Saúde


>>20/12/2017

Representantes do Conselho de Saúde e do Conselho Tutelar também participaram da reunião.

 

Na manhã desta quarta-feira (20), as vereadoras Marisa Rocha, Cristina e Sirlene, que formam a Comissão Permanente de Saúde da Câmara Municipal, se reuniram com mães três-lagoenses que possuem filhos autistas para pensarem sobre questões no atendimento na área da saúde e educação voltada para pessoas com essa necessidade especial. Também estiveram presentes Wilma Portela e Edvaldo Bacurau, representando o Conselho Municipal de Saúde, e Daniel Batista Rosa do Conselho Tutelar.

A principal questão elencada pelas mães foi a falta de equipe especializada e multidisciplinar para atender seus filhos. Durante a reunião, elas relataram casos, inclusive fizeram denúncias sobre o atendimento, ou a falta dele. O caso mais grave é da mãe Melissa, que tem uma filha com pouco mais de um ano, mas que já apresenta sintomas graves e não consegue atendimento. Outra reclamação é a falta de diagnóstico preciso no município. “Muitas de nós temos que ir para outras cidades conseguir diagnóstico para nossos filhos. Além disso, precisamos de fono, terapeuta ocupacional, nutricionista, neuro, psiquiatra etc. São muitas especialidades para atender um autista”, alegaram.

Após a reunião, decidiram pelos seguintes encaminhamentos: sugerir a centralização e especialização de um local para atendimento de autistas no município, como a Clínica das Crianças ou outra entidade, já existente ou a ser criada; exigir especialização e equipe multidisciplinar no município; formalizar a associação de mães para que tenha uma personalidade jurídica, fortalecendo as mães nas suas solicitações; e apurar denúncias sobre atendimento e fiscalização, inclusive pelo Conselho Tutelar, dos atendimentos prestados.

Daniel Rosa afirmou: “O conselho Tutelar vai atuar para garantir esse atendimento especial, que está previsto no Artigo 7 do Estatuto da Criança e do Adolescente”. A vereadora Marisa, representando a comissão, indicou que as mães sempre busquem o Conselho Tutelar, “pois é o caminho mais fácil de exigir os direitos”.

A comissão então encerrou a reunião. “Vocês contam com o apoio dos 17 vereadores, que pediram para esta Comissão dar todo o suporte que necessitam para terem qualidade de vida garantida”. Por fim, marcaram uma reunião para o começo de janeiro, com a presença da secretária de Saúde Pública e Educação.



 
20/12/2017 13:36
20/12/2017 11:00
18/12/2017 21:00
18/12/2017 13:20
18/12/2017 10:20